19 maio 2016

A Diferentona.



Talvez eu seja a diferentona que todos falam que eu sou, talvez pela minha altura ou pela forma que me visto, pelo numero do meu maniquim, talvez por ser a ultima a usar as tendências de moda, ou por morar numa cidade pequena onde as pessoas são meia que antigas e preservam os bons costumes,  ou quem sabe por gostar de coisas diferentes das outras meninas, ou quem sabe por eu ser estranha ou quem sabe por ser eu mesma, por não ser igual a todo mundo, por não andar de maquiagem todo dia e toda hora, por andar descabelada, ou com a roupa rasgada, com uma unha pintada e as outras 9 não, talvez seja por eu andar com o esmalte do pé meio que desgastado com preguiça de fazer a unha, ou até mesmo por eu gostar de molha o pão dentro do café parece estranho mas faço isso, talvez por eu ser essa pessoa livre que não se prende a padrões de beleza, ou até mesmo por eu não ser a mina perfeita que muitas desejam ser, ou será porque eu não curto muito pudim? Ou por eu fazer de todo momento pequenas alegrias? Ao certo eu não sei mas confesso que sim sou a diferentona nesse mundo de iguais. Talvez quem saiba não seja isso que me torne tão diferente, talvez deva ser esse meu jeito que me faça unica, e diferentona nesse mundão de pessoas tão ''Iguais''. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário